domingo, 17 de maio de 2015

MANDATO DE SEIS ANOS

REFORMA POLÍTICA

O blog do jornalista Roberto Moreira traz matéria sobre o posicionamento do Deputado Federal Danilo Forte (PMDB-CE) sobre o novo relatório da Reforma Política apresentado pelo Deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), que prevê o próximo mandato para prefeitos de seis anos.

Confira a matéria clicando no link: Roberto Moreira 

terça-feira, 5 de maio de 2015

REFORMA POLÍTICA


Vereador Fernando Carvalho apresenta propostas para Reforma Política

O Vereador Fernando Carvalho - DEM, apresentou na Sessão Ordinária desta terça-feira proposição Indicativa de nro. 46/2015 ao qual continha texto de sua autoria com sugestões sobre a nova Reforma Política que vem sendo discutida no Congresso Nacional. Segundo o Vereador "só haverá mudanças nas administrações municipais, quando, primeiro, houver mudanças nas Câmaras Municipais". Ele lembrou ainda que já havia se pronunciado sobre o tema "mudanças" e que para haver as mudanças, teria que "doer no próprio sangue".

Em sua Indicação ele requer que o texto seja encaminhado ao Presidente do Senado Federal, Presidente da Câmara dos Deputados, a todos os deputados Federais e Estaduais do Ceará, Ordem dos Advogados do Brasil, Conferencia Nacional do Bispos do Brasil, Associação Nacional dos Procuradores da República, Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Presidentes Nacionais dos Partidos Políticos, entre outros. Disse ainda que o texto deverá entrar em debate nas próximas sessões e requisitou dos colegas novas sugestões e ideias, "inclusive, sendo louvável, a realização de uma ou mais Audiência Pública sobre o tema".

O vereador ainda se comprometeu de encaminhar o texto a todos os 81 Senadores, através do e-mail dos mesmos.

Abaixo, a íntegra do texto:


EXMO(a). SR(a). SENADOR(a) DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

Ao instante que cumprimento mui respeitosamente Vossa Excelência, neste momento em que o Brasil vem acompanhando os trabalhos do Congresso Nacional em prol da REFORMA POLÍTICA, apresento-o (a) alguns tópicos que acredito serem também essenciais neste debate de mudanças.

01. FIM DOS DIRETÓRIOS “SUVACOS”
A porta de ingresso, segundo a Constituição Federal, para a ocupação de Cargos Eletivos, é a filiação a um Partido Político, a saber:
Art. 14. A soberania popular será exercida pelo sufrágio universal e pelo voto direto e secreto, com valor igual para todos, e, nos termos da lei, mediante:
§ 3º - São condições de elegibilidade, na forma da lei:
V - a filiação partidária;
Ora, assim sendo, existe todo um Regulamento, para que o cidadão possa a vir se filiar a um Partido Político e, consequentemente, sair candidato. Desta forma, é o Partido Político que dá a condição legal para o Registro da Candidatura após percorrido os trâmites legais.
Mas como funcionam esses Partidos Políticos, esta porta de entrada para a vida pública?
Observo, que em muitos municípios os Partidos Políticos ficam sobre o controle de grupos políticos, muitas vezes familiares, e, em outros casos, dominados por apenas uma pessoa. Criam-se assim, diversas COMISSÕES PROVISÓRIAS nos municípios das legendas partidárias. Muitas delas funcionando debaixo do “suvaco” de seu detentor.
Assim, proponho ao Nobre Senador(a), que busque uma maneira de minimizar esse “falso existencialismo” do Partido, propondo as seguintes mudanças:
01.1 – Que sejam abolidas as COMISSÕES PROVISÓRIAS com prazo de validade indeterminado, existindo por, no máximo, um período de 60 dias;
01.2 – Que, para serem registrados nos municípios, os Partidos Políticos, através de seus Diretórios, deverão ter sede instalada com endereço, Álvara de Funcionamento, CNPJ, etc., sob pena de extinção do mesmo através de Processo aberto pelo Ministério Público Eleitoral;
01.3 – Registro de, pelo menos, um funcionário do Partido, com Carteira de Trabalho assinada;
01.4 – Fiscalização, pelo Ministério Público Eleitoral, dos Livros de Atas e frequência de seus filiados as reuniões.
01.5 – Fim da interferência nos Diretórios, pelos Órgãos Partidários Superiores, sem um devido processo legal.
02. ESCOLHA DO NÚMERO DE VAGAS LEGISLATIVAS PELO QUOCIENTE PARTIDÁRIO DE FILIADOS
Partindo do princípio que os MANDATOS LEGISLATIVOS pertencem aos Partidos Políticos; Partindo do princípio que os Partidos Políticos são a porta de ingresso na vida pública; Partindo do princípio que são, teoricamente, nos Partidos Políticos que ocorrem os debates, a formulação de Planos de Governo, os cursos de formação política, etc, etc,...
Por que não definir a quantidade de Vagas Legislativa pelo número de filiados de cada Partido Político?
Ao serem encaminhadas as relações de filiados a Justiça Eleitoral a um (01) ano das eleições, como já vem sendo feito, seria definido a quantidade de Vagas Legislativa para cada Partido. Desta forma o Partido “A”, “B” ou “C” já entraria na disputa eleitoral sabendo quantas vagas teria direito. Se um Partido “D” não conseguisse o quociente para obter a Vaga Legislativa, automaticamente não concorreria ao cargo. Também acabaria com o problema dos “fenômenos” de urna, que ao conseguirem um número expressivo de votos acabam levando para os Legislativos candidatos com números inexpressivos, deixando de fora outros que obtiveram bem mais votos.
A luta pelas vagas legislativa começariam na Filiação Partidária, onde cada filiado teria sua importância. Os Partidos começariam a dar mais atenção aos seus filiados. Haveria mais capacitação para os mesmos, pois cada filiado estaria comprometido com as bandeiras de seu Partido.
Durante o pleito eleitoral seriam disputadas as vagas para os mais votados de seus Partidos, onde, haveria um empenho para o crescimento do Partido, para que, consequentemente, houvesse mais filiados.
Desta forma os MANDADOS pertenceriam aos Partidos Políticos, prevalecendo a Fidelidade Partidária.
Também seria criada a “cláusula de desempenho”, onde o Partido Político teria que atingir uma votação para o Legislativo de pelo menos duas vezes a quantidade de seus filiados, sob pena de, no próximo pleito, ter reduzido seu número de vagas no percentual de diferença atingido. Ou seja, se o Partido tem 100 filiados e obteve apenas 180 votos, teria que reduzir em 20% do número de filiados para o quociente partidário existente. Neste caso, entraria nas contas apenas 80 filiados.
03. FIM DA ELEIÇÃO DIRETA PARA DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS
Com o fortalecimento dos Partidos Políticos, onde cada filiado seria uma peça fundamental de militância para o crescimento do Partido, onde o mandato definitivamente pertenceria ao Partido, mudaríamos também a forma de escolha para os Legislativos Estaduais e para a Câmara Federal.
Após eleitos e tomarem posse, os novos Vereadores (Deputados Municipais) se reuniriam para eleger entre seus pares de cada Estado da Federação, para um mandado de 30 meses, os novos ocupantes das Cadeiras dos Legislativos Estaduais e Câmara Federal.
Permaneceria inalterado o número de Vagas Legislativas existentes. O número de vagas nas Casas Legislativas a ser ocupado pelos Partidos Políticos também seria nos moldes das escolha para os cargos de Vereadores (Deputados Municipais), pelo Quociente Partidário, obedecendo ao número de filiados do Partido por Estado e em nível Nacional.
Esse sistema de escolha dos Deputados por Vereadores (Deputados Municipais) de forma indireta seria similar ao sistema hoje existente para escolha dos Presidentes de Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados.
Desta forma as regiões poderiam se organizar para eleger Deputados Estaduais e Federais mais próximos de sua realidade, sem haver necessidade de dividir o Estado em Regiões Eleitorais.
04. FIM DA REMUNERAÇÃO DE VEREADORES PARA CÂMARAS QUE APENAS REALIZAM SESSÕES SEMANAIS, QUINZENAIS OU MENSAIS.
Os detentores de mandatos eletivos para os cargos nas Câmaras Municipais só teriam direito a remuneração, subsídio, se desempenhassem uma jornada de trabalho semanal de 40 horas.
Não justifica mais um Vereador Eleito por um trabalhador apenas participar de Sessões Semanais, Quinzenais ou Mensais. Pode-se até questionar que o Vereador está no “campo”, junto as bases, junto ao povo, mas essa defesa não justifica. O Vereador teria SIM que ir a Câmara diariamente, e desenvolver seus trabalhos juntos as Comissões existentes, acompanhar diariamente os trabalhos do executivo (fiscalizar) e apresentar relatórios mensais sobre as Prestações de Contas enviadas pelo Executivo.
Caso a Câmara não se adequasse a esse novo formato de trabalho, os Vereadores eleitos que permanecessem da forma atual, com reuniões semanais, quinzenais ou mensais, teriam seu trabalho reconhecido como voluntário, sem despesas para os cofres públicos.
05. FIM DA REMUNERAÇÃO PARA OCUPANTES DO CARGO DE VICE
Com essa REFORMA POLÍTICA seria também corrigida uma grande anomalia, que é o pagamento para os ocupantes dos cargos de Vice.
O Vice só receberia remuneração caso ocupasse a vaga do titular, seja por viagem, licença, vacância do cargo, etc., em dias proporcionais.
Ao participar diretamente da Administração, o Vice ocuparia Cargo em Comissão, como de Secretário, e para tal teria direito a remuneração.
Finalizando, agradeço ao Nobre Parlamentar pela atenção, onde espero ter contribuído com o ATUAL debate sobre a REFORMA POLITICA.
Nestes termos, subscrevo mui respeitosamente, certo do pronto atendimento e colocando-me a disposição para mais esclarecimentos, acaso julgue necessário.



























________________________________________________________________
Ao
Exmo (a). Senador(a) da República Federativa do Brasil
Senado Federal
Brasília – DF


domingo, 3 de maio de 2015

1º DE MAIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM IBIAPINA

Foi realizado no último dia primeiro de maio, em Ibiapina, o II Encontro dos Trabalhadores da Construção Civil de Ibiapina. A atividade é uma idealização do Tecnólogo em Edificações e Vereador Fernando Carvalho, sua esposa, Edmirta e companheiros da construção civil. Muitos profissionais compareceram ao evento que contou com a animação do sanfoneiro Nonato Borges. Na abertura dos trabalhos houve um momento de Oração com o Pastor Willian Batista e, na sequencia, a palavra do Vereador Fernando Carvalho e do Secretário de Agricultura, Sr. Antônio Cláudio. Também compareceram as festividades, o Secretário de Obras e Infraestrutura, Sr. Nonato Freitas, e o Secretário de Cultura, Sr. Francivaldo Romão. As comemorações começaram por volta das 16:00 horas e continuaram até as 20:00. A diversão correu solta e teve muita animação. Também houve sorteios de brindes patrocinados pelo Vereador Fernando Carvalho, SAM Construções, Rael Construções, Vicente Pires, Stênio Sabino, Gabriel Construções e Raquel Construções.
Segundo o vereador Fernando Carvalho, “o trabalhador da Construção Civil, em nosso interior, não tem ainda seu devido reconhecimento. A categoria precisa se fortalecer para buscar conquistas”. Segundo o mesmo, “no Brasil, a categoria vem se fortalecendo e comemorando conquistas como o aumento da escolaridade, aumento da Renda, Formalidade, Participação Feminina e Capacitação,” finalizou.
No Brasil, as comemorações do 1° de MAIO, também estiveram relacionadas à luta por melhores salários e pela redução da jornada. A primeira manifestação registrada ocorreu em Santos, em 1895. A data foi consolidada , quando um decreto presidencial estabeleceu o 1° de MAIO como feriado nacional, em 1925. A efeméride ganhou status de "dia oficial", quando Getúlio Vargas era Presidente da República. Ele aproveitou o dia para anunciar, em anos diferentes - fruto de intensas lutas dos trabalhadores e trabalhadoras - os reajustes de salários mínimos e a redução da jornada.
A festa este ano foi realizada no DISCO FEST BUFFET, e contou com a presença de seguranças e muita organização.

 Público Presente
 Público Presente
 Nonato Borges e Banda
 Público Presente - Forró demais
 Vereador Fernando Carvalho
 Público Presente
 Sandro (SAM Construções) e Edmirta
 Edmirta e Secretário Antonio Cláudio
 Público Presente
 Público Presente
 Pastor Willian Batista
 Secretário Antônio Cláudio
 Público Presente
 Público Presente
 Edmirta com o sanfoneiro Nonato Borges
 Sorteio de Brindes - Furadeira
Sorteio de Brindes

sexta-feira, 24 de abril de 2015

ANIMAIS SOLTOS

Animais soltos em diversas cidades da Ibiapaba

O Site G1, traz uma reportagem de março de 2014, sobre animais soltos na cidade de Pindaré-Mirim. Em destaque as doenças que podem ser transmitidas aos seres humanos por estes animais. 
Essa situação está presente em diversas cidades da Serra da Ibiapaba. Além do risco constante de acidentes, também uma questão de saúde pública.
Confira matéria no G1.

O problema vem sendo debatido na Câmara Municipal de Ibiapina, onde o Vereador Fernando Carvalho apresentou Indicação sobre o tema. Ele ainda requisitou que o problema fosse também debatido nas demais Câmaras da região. Na Indicação ele ainda destacou o Artigo 269 do Código de Trânsito Brasileiro, onde disciplina que "A autoridade de trânsito ou seus agentes, na esfera das competências estabelecidas neste Código e dentro de sus circunscrição, ..." atendendo ao Inciso X, ser a responsável também pelo "recolhimento de animais que se encontrem soltos nas vias e faixa de domínio das vias de circulação, .....".
É uma luta grande, mas que precisa do apoio da população, e, principalmente, dos proprietários dos animais, que podem a vir ser penalizados com o pagamento de multas, por ocasião dos animais apreendidos. 






segunda-feira, 13 de abril de 2015

ANIMAIS SOLTOS

Inidicação do Vereador Fernando Carvalho debate animais soltos nas vias públicas

O Vereador Fernando Carvalho - DEM apresentou na Sessão da Câmara Municipal de Ibiapina do último dia 07 de Abril a Indicação n° 28/2015 que trata sobre a quantidade de animais soltos, principalmente cachorros, pelas CE-187 (Rodovia da Confiança) e CE-253 (Rodovia Pedro Aragão). Segundo a Indicação do vereador, muitos desses animais provocam acidentes, principalmente a motoqueiros, levando, inclusive, até mesmo a óbito.
Em sua propositura são destacados o Código de Transito Brasileiro e o Código Civil, onde determina que caberá ao "dono ou detentor de animal ressarcir o dano por este causado, se não provar culpa da vítima ou força maior" entre outros. Ao final, requer ainda que a Indicação seja encaminhada as Câmaras Municipais da região, DER, Departamentos Municipais de Trânsito, entre outros.
Também foram incluídas imagens de animais soltos nas CEs e reportagens sobre o tema.

 Animal na CE-253, saída de Ibiapina/Mucambo
Animal na CE-187, saída de Ubajara/Ibiapina

REFORMA POLÍTICA


Pouco podemos fazer, mas se não fizermos nem esse pouco, então não teremos feito nada.

Convido a todos a pensarmos e agirmos sobre REFORMA POLÍTICA. Peço aos interessados no assunto que releiam os textos REFORMA POLÍTICA - OPINIÃO, publicado neste blog em 25/07/2011 e REFORMA POLÍTICA, publicado em 11/04/2013.
É, o debate vem de longe, mas as idéias permanecem.

sábado, 28 de março de 2015

AÇUDE JABURU I


O nível do Açude Jaburu I, que abastece a quase totalidade dos municípios da Serra da Ibiapaba, continua preocupante. Segundo os dados divulgados pelo Portal Hidro da Funceme, no boletim emitido nesta data, 28/03, a açude apresenta um percentual volumétrico de 21,97% de sua capacidade. Há praticamente um ano, o mesmo apresentava um percentual de pouco mais de 39%, conforme gráfico. Para atingirmos o mesmo percentual do ano passado para esta data, teríamos que ter um acréscimo de quase 24 milhões de metros cúbicos. 
Mesmo neste cenário de preocupação, as últimas chuvas tem animado a população serrana. As notícias de que o Açude Granjeiro e o Boi Morto sangraram recentemente, barragens que estão a jusante do Jaburu I, trazem novas esperanças de recarga e recuperação do volume.
Ibiapina e Ubajara são os municípios que contribuem diretamente com a bacia do Jaburu. Segundo dados também divulgados no site da Funceme, em Ibiapina, já choveu 955mm e Ubajara 484,5 este ano. 


sexta-feira, 27 de março de 2015

REFORMA POLÍTICA - Vamos debater


Muitas manifestações foram feitas nos últimos dias no Brasil. Em sua grande maioria, pedem mais moralidade na Administração Pública e, consequentemente, o fim da corrupção. Entretanto, todo esse arcabouço de mudanças passa por um processo longo e dolorido, principalmente para a classe política, chamada REFORMA POLÍTICA.

E, se o povo não continuar indo para as praças, não vislumbro como acontecer uma Reforma Política séria em nosso país. E o motivo é simples: Uma Reforma Política séria levará a “doer” e muito no bolso de muitos políticos.

Por isso convido a pensarmos sobre:

01. Para que serve o Vice-Prefeito?
02. Qual a função primordial das Câmara Municipais?
03. Vereador deve ser remunerado?
04. Por onde andam os Deputados?

05. Eleições Gerais, 
Entre tantos outros temas que deverão ser debatidos.

domingo, 22 de março de 2015

DER restaura 93 km de rodovia na Serra da Ibiapaba

O Governo do Estado, através do Departamento Estadual de Rodovias - DER, está restaurando 93 quilômetros da rodovia CE-187 localizada na Serra Grande, mais conhecida como Chapada da Ibiabapa e Cuesta da Ibiapaba, nos trechos Viçosa do Ceará – Tianguá e São Benedito – Ipú. Eles pertencem ao Programa Viário de Integração e Logística – Ceará IV, onde o aporte financeiro para a realização das duas obras foi de cerca de R$ 83.635.720,95 oriundos do Tesouro do Estado e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
Mais detalhes no site do DER

MOSES RODRIGUES

Matéria do blog Wilson Gomes, de Sobral, destaca a eleição do Deputado Federal Moses Rodrigues para ocupar a vaga de vice-presidente da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados.
Confira mais detalhes no blog WILSON GOMES.

domingo, 15 de março de 2015

FRENTE PARLAMENTAR DA IBIAPABA NA AL-CE

Siqueira Filho,Ver. Gerardo Marques, Pref. Antonio Onofre, Dep. Sérgio Aguiar

A Frente Parlamentar da Ibiapaba - FPI, se fez presente, representada por seu presidente Gerardo Marques, a Audiência Pública realizada na tarde desta sexta-feira (13) na Assembléia Legislativa do Estado do Ceará, para debater a implantação da Universidade Federal da Ibiapaba.
A tão sonhada UFI uma luta antiga da região, que a cada dia vem ganhando força, é, também, abraçada pela Frente Parlamentar, que não mede esforços para sua concretização.
Segundo o vereador Fernando Carvalho, secretário da entidade, "a chegada de uma Universidade Federal em nossa região iria fortalecer o desenvolvimento da Ibiapaba, trazendo novas oportunidades e abrindo novos horizontes". 

Proposta para criação de universidade na Ibiapaba será enviada ao MEC




A implantação da universidade da Ibiapaba foi tema de audiência pública na tarde desta sexta-feira (13/03). O debate foi promovido pelas comissões da Juventude (CJUV) e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (CCTES) da Casa. Parlamentares e lideranças políticas da Ibiapaba compareceram ao evento. Ficou acertado que será encaminhada ao Ministério da Educação (MEC) uma proposta com um estudo sobre a viabilidade técnica e acadêmica para a instalação de uma universidade na região.
Segundo o deputado Carlos Felipe (PCdoB), presidente da CCTES, há um entendimento da Universidade Federal do Ceará (UFC) indicando que a Ibiapaba poderá ser contemplada, por ser uma região que tem crescido. “As outras regiões do Ceará estão todas contempladas. O vácuo que existe hoje é na Serra da Ibiapaba. Esse é um movimento de luta que não vem de agora e envolve várias lideranças daquela região”, disse Carlos Felipe.
O deputado Bruno Pedrosa (PSC), presidente da CJUV, salientou que a universidade na Ibiapaba vai atender e melhorar a situação de muitos jovens. “A juventude tem que viajar 300 quilômetros diariamente para fazer uma faculdade em Sobral, correndo risco de sofrer acidentes de automóvel, andando em ônibus com condições precárias, sofrendo assaltos”, afirmou o parlamentar.
A deputada Augusta Brito (PCdoB) defendeu que a universidade para a região deve ser prioritariamente pública. Ela reforçou que muitos jovens da região não frequentam uma faculdade por não terem condições de se deslocar para outro município.
O deputado Sérgio Aguiar (Pros) destacou que é preciso incluir a ciência e a tecnologia como patrimônio da população. “Essa inclusão passa por novas universidades, para poder dar qualificação adequada aos nossos jovens”. Já o deputado Gony Arruda (PSD) defendeu que a implantação da universidade da Ibiapaba precisa estar na pauta dos governos Estadual e Federal.
Para Inácio Arruda, titular da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Ceará (Secitece), Ibiapaba é um bom local em termos de produção e formação de pessoas. “Agora, temos que adequar esse desejo à situação e realidade atual, que é de contenção de recursos”, disse Inácio. O secretário informa que conversou com os reitores da UFC, Uece e IFCE, que se mostraram favoráveis à expansão para a serra.
Ciro Nogueira Filho, pró-reitor da Universidade Federal do Ceará, afirmou que os parlamentares e prefeitos das cidades de Ibiapaba “estão no caminho certo” para conseguir a implantação de uma universidade na região. Segundo ele, a serra preenche critérios técnicos e acadêmicos exigidos pelo Ministério da Educação (MEC).
Vocês têm tudo para montar uma proposta e apresentar ao MEC”, assegurou. O presidente do Conselho de Desenvolvimento Regional da Ibiapaba (Conderi), Glauber Lira, colocou que a região precisa lutar pelo reconhecimento do Governo do Estado para ter crescimento rápido. Os prefeitos dos municípios da Ibiapaba ressaltaram a importância da implementação da universidade e se mostraram dispostos a elaborar a proposta a ser enviada ao MEC. Participaram da audiência pública os prefeitos de Tianguá, São Benedito, Ipu, Croatá, Guaraciaba do Norte, e o vereador Gerardo Marques, representante da Frente Parlamentar de Ibiapaba.

Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa.
Imagens: Francivaldo Romão (facebook)

domingo, 1 de março de 2015

PRESTAÇÃO DE CONTAS 2007 - FERNANDO CARVALHO


A prestação de contas da Câmara Municipal de Ibiapina, exercício 2007, de responsabilidade de Fernando Carvalho (DEM), ex-presidente da Casa, foram julgadas pelo pleno no Tribunal de Contas dos Municípios - TCM, em Sessão realizada no último dia 10 de Fevereiro. Segundo o Acórdão, foi julgado pela reconhecimento da prescrição em atendimento a legislação vigente.
As contas do ex-gestor foram encaminhadas ao TCM dentro do prazo regulamentar em 30 de Abril de 2008, entretanto, passados mais de SEIS ANOS, não havia sido apreciada em sua totalidade para julgamento. O próprio TCM efetuou a contagem de prazo, e atestou "que fluíram 6 anos, 4 meses e 11 dias desde a data seguinte à limite para prestar contas 05.05.2008 sem que houvesse proferido qualquer julgamento, incidindo o lapso prescricional".
Assim, também para acatar a Legislação vigente e verificado que não havia irregularidade passível de ressarcimento ao erário, foi emitido Parecer no sentido de reconhecimento da Prescrição, consequente extinção do feito e arquivamento dos autos.
Segundo o vereador Fernando Carvalho, ex-gestor, "a prescrição afastou a ansiedade pelo resultado das Contas de 2007, pois esperava há mais de seis anos por esse julgamento" e que se sentia feliz "pelo reconhecimento de ausências de irregularidades" na certeza de ter cumprido com o seu dever. Na ocasião o ex-gestor também agradeceu ao ex-prefeito Marcão que mesmo sem ter sido seu contador em 2007 e 2008, acompanhou os processos junto ao TCM, mantendo-o informado do andamento e se prontificado a ajudar, caso necessário.